Áustria: Sendo Au Pair no país de Mozart

Se você gosta de viajar e já fez, ou quer fazer um intercâmbio mais acessível, com certeza já ouviu falar no programa de Au Pair, não é?
 
Meu nome é Giovanna, tenho 26 anos e atualmente sou Au pair na Áustria, na cidade de Graz, a segunda maior cidade do país. Eu sei, não se fala muito desse destino quando o assunto é intercâmbio de Au Pair, então por isso quero falar sobre a minha experiência!
 
O visto de Au pair (visto D) se tira no próprio país! Você vem como turista e faz todo o processo burocrático aqui, o que torna mais fácil e barato. Porém, devido à situação do Coronavírus, eu fiz todo processo no Brasil o que tornou mais caro e complicado (pelo menos sinto que me tornei uma expert em visto haha).
 
 

O que me fez escolher a Áustria?

Eu já havia sido Au Pair na Holanda, em 2018, e procurava um país do qual tivesse mais vantagens, e acreditem se quiser, a Áustria parece um sonho de qualquer futura intercambista. Quer saber os benefícios?
 
– Você trabalha 18 horas semanais;
– Um dos maiores pocket money da Europa, com 470,00 Euros por mês;
– A família paga metade do curso de Alemão;
– São 14 salários por ano (férias e décimo terceiro);
 
Quais são os pré-requisitos?
 
– Ter um passaporte brasileiro válido;
– Ter até 27 anos;
– Comprovar alemão (varia muito de cidade, eu apresentei um certificado de um curso online de 100 horas e foi aceito).
 
Tive meu match através do site Au Pair World, um site gratuito onde basta você criar seu perfil e dar match com uma família para entrar com a solicitação do Visto D. Devido ao corona, eu precisei agendar a entrega dos documentos no Consulado de SP, sendo os seguintes documentos:
 
– Formulário preenchido;
– Passaporte válido;
– Certidão de nascimento;
– Certidão de antecedentes criminais;
– Foto (2x conforme critérios da ICAO);
– Eventualmente: certidão de casamento, certidão de divórcio;
– Comprovante de moradia na Áustria;
– Seguro saúde que cobre todos os riscos;
– Certificado AMS (Arbeitsmarktservice – Agência de Trabalho da Áustria);
– Contrato Au-Pair;
– Comprovante de conhecimento da língua alemã(comprovantes de cursos, certificados, etc.);
– Taxa consular de 120,00€ (pagamento em BRL pelo câmbio do mês);
 
Todos os documentos pessoais (como certidão de nascimento, casamento, divórcio,certidão de antecedentes criminais) devem ser apresentados com a Apostila de Haiae, a tradução juramentada para alemão. A Apostila de Haia é emitida pelos cartórios das capitais brasileiras.
 
Após a entrega dos documentos, cerca de 1 mês depois, recebi a notícia que estava tudo certo, e eu deveria agendar para ir na Embaixada de Brasília pegar meu visto. O lado negativo é esse: é preciso ir até Brasília. O gasto de passagem foi cerca de R$450,00 saindo de SP capital. Foi preciso entregar esses documentos para Embaixada de Brasília:
 
– Formulário devidamente preenchido;
– 1 foto (3,5 x 4,5) de acordo com os critérios ICAO;
–  Passaporte (deverá possuir ainda duas páginas vazias e não poderá ser mais antigo que 10 anos; sua validade deverá ainda ser de 3 meses após o término da validade do visto);
– Cópia do passaporte (a página com a foto);
– As impressões digitais serão tomadas eletronicamente na Embaixada da Áustria emBrasília ou no VFS Visa Application Center (VAC) in São Paulo;
– Seguro saúde/viagem que cubra emergências de no mínimo 30.000 € para a áreaSchengen;
– Comprovante de moradia na Áustria (reserva de hotel, contrato de aluguel, cartaconvite, etc);
– Comprovar meios de sustento (contracheques, extratos bancários, declaração de impostos de renda, etc) = o meio de sustento foi o contrato de au pair, informando que receberia um pocket money. Caso o solicitante não possua meios financeiros próprios suficientes, é necessário mostrar uma carta de responsabilidade (EVE) feita pela pessoa que convida (no caso a host family)
– Passagem aérea (ida e volta);
– Taxa consular: adultos e menores a partir de 6 anos: 150€; Crianças com menos de 6anos de idade: 75€ (Os valores deverão ser pagos em reais e sempre em espécie ao câmbio do mês da solicitação).
 
Entreguei os documentos no Consulado de SP em Outubro de 2020 e em Dezembro de 2020 já estava com o visto em mãos, porém o consulado informa que o processo pode durar entre 3 e 6 meses. Para viajar foi preciso realizar um teste de COVID em inglês, portugues e alemão (fiz o teste no Aeroporto de Guarulhos, paguei R$350,00 reais e ficou pronto em 4 horas), além de preencher um formulário online de embarque.
 
E você, já pensou em ser Au Pair na Áustria?
 
Quem quiser me acompanhar no Instagram, lá eu posto um pouco sobre arte, viagens e minha vida @giovannapassarini

Comments

comments