A História da Evolução do Intercâmbio

De acordo com o dicionário, história é o conjunto de conhecimentos relativos ao passado da humanidade e sua evolução. O momento que vivemos hoje definitivamente será algo que entrará para a nossa história, mas você sabe exatamente de onde surgiu a ideia do intercâmbio?

Após a 2ª Guerra Mundial (1939-1945) o mundo, esgotado de guerras, percebeu que era necessário que os jovens entendessem e começassem a conhecer e a respeitar as diferenças culturais para poder conviver em paz, e a partir desse momento, teve início o intercâmbio cultural.

No Brasil, existiam pouquíssimas organizações que realizavam esse tipo de viagem de estudos. Somente filhos de pais muitos ricos viajavam para estudar no exterior, existia a premissa de que o pai precisava preparar seu filho para o mundo.. E isso, perpetuou um tabu muito grande referente ao intercâmbio, onde somente pessoas que tinham muito dinheiro poderiam realizar esse tipo de viagem. 

No início, quem incentivava as viagens eram os professores de inglês, que viam a necessidade do estudante aprimorar o idioma e realizavam grupos para levar esses jovens para o intercâmbio. 

Se hoje temos a tecnologia ao nosso favor, antigamente os consultores de intercâmbio ao invés de mostrarem a localização do país/cidade no Google Maps, precisavam utilizar o Atlas. E se hoje você consegue saber tudo sobre seu destino, antes tudo era literalmente uma surpresa… as pessoas só sabiam detalhes, por conta de relatos de outras pessoas que já haviam viajado. 

O processo também era muito mais complexo e longo, o custo de telefonemas internacionais entre pais e filhos eram muito caros, então a comunicação toda acontecia por cartas… não existia o cartão pré-pago, todo dinheiro era levado em espécie, o que acabava tendo mais riscos. 

A popularização do intercâmbio no Brasil aconteceu a partir do momento que as agências de intercâmbio se profissionalizaram e passaram a oferecer uma grande variedade de programas, além do parcelamento, viabilizando a viagem para todas as classes sociais.

Saiba mais sobre a belta em www.belta.org.br 

ESSA POSTAGEM É PATROCINADA PELA BELTA.
UMA VEZ POR MÊS A ASSOCIAÇÃO CONTARÁ COM UM POST NESTE SITE.

 

5 motivos para fazer Intercâmbio com Agência

Desde 2015, a Belta – primeira Associação de Agências de Intercâmbio no Brasil, instituiu o Selo Belta, um selo de qualidade para as agências de intercâmbio que comprova suas condições técnicas e saúde financeira, além de apresentar diversas cartas de referências de suas acreditações para comprovar sua idoneidade no mercado brasileiro.

Um dos principais motivos antes de iniciar nossa lista é a importância das agências de intercâmbio que empregam milhares de brasileiros e contribuem para nossa economia funcionar. Só para você ter uma ideia, a Belta representa 75% do mercado de educação internacional, em números…estamos falando de mais de 600 agências de intercâmbio entre franquias e pontos de vendas!

Agora que você já sabe um dos motivos extras, veja os 5 motivos do porquê você deve escolher fazer o seu intercâmbio com uma agência:

  1.       Segurança: você está protegido pela lei do consumidor

As agências de intercâmbio são responsáveis legalmente por tudo que vende quando você assina seu contrato, por isso, é importante ter o acompanhamento de uma agência séria, que cuidará desde o seu curso, passagens até sua acomodação. Leia atentamente seu contrato, nele, há cláusulas importantes como multa por cancelamento e detalhes do pacote. Lembrete: imprevistos podem acontecer. Entender se terá prejuízo caso desista de realizar a viagem e/ou precise postergar são importantes antes de assinar.

  1.       Atendimento de um profissional especializado

O profissional deve já ter experiência no destino escolhido por você e/ou treinamentos e informações completas sobre o pacote como um todo. Ou seja, perceba o grau de instrução, os detalhes que ele te passar sobre preço, hospedagem, aéreo… enfim tudo pertinente para a realização do intercâmbio. Os agentes da Belta são treinados periodicamente para oferecer um serviço de qualidade.  Fique atento se a agência é certificada pela Belta.

  1. Um mundo de opções!

As agências Selo Belta representam instituições sérias e isso evita surpresas desagradáveis como, por exemplo, a escola e a acomodação serem bem diferentes do que você leu na internet. Além disso, as agências têm diversas opções de escolas e vão te oferecer a que mais se encaixa no seus objetivos seja em qualidade ou em orçamento.

  1.       Suporte no pré, durante e pós viagem

Sentir aquele frio na barriga antes de embarcar, é super normal, mas é muito importante que você esteja se sentindo seguro e confortável durante toda sua experiência. Por isso, as agências Belta oferecem um suporte antes do seu embarque, durante a sua viagem e no seu retorno. Durante a pandemia, muitas agências auxiliaram estudantes que estavam fora do país a retornarem ao Brasil com segurança. 

  1.       O intercâmbio é personalizado

Se você ainda tem muitas dúvidas quanto ao país de destino ou sobre o curso, a agência de intercâmbio irá se atentar a todos os detalhes para oferecer a você uma experiência que combina com o seu perfil, desde pequenos detalhes como fazer perguntas sobre seus gostos, para ver se você se dá melhor em destinos com neve ou sol, por exemplo, até as melhores opções de cursos, tempo para aprender o idioma, escolas e acomodações. Tudo será pensado para combinar com o seu planejamento financeiro e seus gostos pessoais.

Saiba mais informações em www.belta.org.br ou envie um e-mail para [email protected]

ESSA POSTAGEM É PATROCINADA PELA BELTA.
UMA VEZ POR MÊS A ASSOCIAÇÃO CONTARÁ COM UM POST NESTE SITE.