Ano Voluntário Social na Alemanha FSJ

Nos últimos anos a Alemanha tem se tornado um destino muito buscado por intercambistas. Paisagens de tirar o fôlego, história pra todo lado, qualidade de vida, custo de vida justo, localização geográfica central na Europa para viajar…Esses são só alguns pontos que me chamaram atenção na maior economia da Europa. 

Se você sonha em fazer intercâmbio na Europa e não tem rios de dinheiro pra investir, fica aqui que eu vou te contar tudo sobre meu intercâmbio de baixo custo na Alemanha e como você pode participar desse tipo de intercâmbio também.  Meu nome é Anália Mendonça, sou uma poliglota apaixonada por conhecer novas culturas e idiomas. Sou teacher de inglês, e produzo conteúdo no Instagram sobre aprendizado de idiomas. 

A Mi Alves me convidou pra te apresentar aqui o FSJ  – Freiwilliges Soziales Jahr (Ano Voluntário Social Remunerado na Alemanha), projeto que fiz parte durante 1 ano e 7 meses em terras germânicas, me proporcionou uma vivência de vida incrível e de quebra, ainda a oportunidade de conhecer 10 países. 

No dia 2 de agosto de 2017 eu embarquei na aventura mais incrível da minha vida! Fui fazer um intercâmbio na Alemanha. Até chegar lá eu ainda tinha muitas incertezas sobre como o programa funcionava, mas depois que cheguei vi que tinha feito a melhor escolha possível.

FSJ sigla para Freiwilliges Soziales Jahr (Ano Voluntário Social) é um programa mantido pelo Governo Alemão e foi isso que me deu segurança para embarcar nesta aventura.  Mais abaixo vou detalhar todos os custos e o investimento que eu fiz, que já adianto foi muito baixo comparado a outras opções. É importante frisar que eu recebia remuneração pelo trabalho que realizava lá e que este valor é pouco, porém foi suficiente para eu me manter com uma vida simples e ainda viajar muito.

Durante meu intercâmbio eu morei em Schwäbisch Hall, uma cidade pequena do distrito de Baden Wurttemberg, próxima a Estugarda (Stuttgart em alemão). Lá eu trabalhei em uma instituição especializada para crianças e jovens com deficiência. Minha jornada de trabalho era de oito horas diárias, trabalhava de segunda à sexta e sempre tinha fins de semana e feriados livres, além de ter direito à 28 dias úteis de férias a cada 12 meses. 

O FSJ 

O FSJ Freiwilliges Soziales Jahr (Ano Voluntário Social) é um ano para jovens de 17 à 27 anos de idade, que já tenham concluído a escola. Se você tem mais de 27 anos, existe um outro programa no estilo do FSJ e com regras parecidas, chamado BFD (Bundesfreiwilligendienst). Estes são programas para pessoas do mundo todo, inclusive para os alemães. 

O FSJ possui uma carga de trabalho de até 40 horas semanais. Você pode atuar em diversas áreas, como cuidador de crianças com deficiência, cuidador de idosos com deficiência, ajudante em salas de aula para pessoas com necessidades especiais, ajudante em oficinas de trabalho para pessoas com necessidades especias, etc. 

O intercâmbio é regulamentado pelo Governo Alemão e também é possível realizá-lo na Áustria.
Como aplicar e como funciona o processo seletivo?

Quando você quer fazer um FSJ você pode procurar diretamente uma das instituições que recebem voluntários, como o Sonnenhof e.V, onde eu trabalhei, ou procurar uma das instituições “meio” que viabilizam a chegada de estrangeiros à Alemanha (o que é mais indicado), como o Diakonie, a Fundação Caritas ou o ICE (Initiative Christen für Europa e.V.). Este último foi o que eu apliquei e acredito que seja a melhor opção.

O ICE, instituição que fez meu processo seletivo e me acompanhou com seminários de capacitação durante todo o meu intercâmbio, é uma instituição sem fins lucrativos que viabiliza o acontecimento do FSJ. É com eles que você vai precisar falar.

Não é necessário pagar nada ao ICE. Eles abrem o processo seletivo, você aplica, se você se encaixar no perfil eles te orientam a como chegar até a Alemanha e te direcionam para um local de trabalho que pode ser em qualquer região da Alemanha.

Meu processo seletivo durou mais de um mês. Primeiro eu apliquei para o ICE, peguei todas as informações no site deles. Na aplicação precisei enviar:
– Meu currículo;
– Uma carta de motivação explicando porque eu queria participar do FSJ;
– Uma carta de recomendação, que poderia ser de um chefe, um líder religioso, de um professor;
– Cópia do Passaporte;

Meu currículo e a minha carta de motivação enviei em alemão. Já a carta de recomendação enviei não só uma, mas duas, e em inglês. O ideal é enviar tudo em alemão, mas eu não falava alemão tão bem e tanto no currículo, quando na carta de motivação deixei claro, que estava traduzindo para alemão com a ajuda de uma tradutora.

O ICE prioriza pessoas que falem alemão para realizar o intercâmbio, mas eu não falava quando fui, e nem meu namorado que foi 6 meses depois de mim, nem muitas outras pessoas que me contactaram através do meu instagram e que aplicaram depois, e conseguiram!

O perfil que o ICE busca é de jovens engajados, que já tenham trabalhado em diversas áreas sociais e que queiram fazer o bem! Se você fizer o processo seletivo direitinho e souber se vender, você consegue. Mas o segredo é: quanto mais alemão você souber, mais chances, e quanto mais trabalho voluntátio prévio você tiver, também!

Além disso, o ICE busca pessoas tolerantes que saibam conviver bem com gente de outras culturas, com opiniões e perfis diferentes, pois junto de você será aprovado um grupo de até 50 pessoas, que são dos mais diversos países do mundo e você precisa estar aberto para as diferenças culturais que irão surgir na convivência com estas pessoas.

Em resumo, eu diria que se você tem o desejo de aplicar para o FSJ, o ideal é começar a estudar alemão, para ter pelo menos uma comunicação básica, além de ter pelo menos 2 meses de experiência com trabalhos sociais e se mostrar uma pessoa aberta. Inglês é um diferencial e obrigatório se seu nível de alemão foi baixo.

Depois que você aplica para o ICE, se eles acharem que você pode ter perfil para o FSJ, eles realizam uma entrevista por Skype e te dão uma resposta um tempo depois. Com essa resposta eles geralmente enviam duas ou três opções de locais de trabalho para você.

No meu caso recebi duas e escolhi o Sonnenhof e.V em Schwäbisch Hall. Uma escola para pessoas com deficiência. Trabalhava de segunda feira, no horário da aula, que normalmente ia de 8h45 às 15h45.

Quando você seleciona o lugar de trabalho, eles te enviam o contrato e aí você precisa ir para um consulado alemão para aplicar para o visto. Sobre isso você pode ver mais no site do consulado da Alemanha no Brasil e o ICE, fornece todas as informações também quando você é aprovado.

Quanto paguei pra fazer o intercâmbio?

Bom, como disse meu investimento foi muito baixo se comparado a outros tipos de intercâmbio. Já tinha feito outro intercâmbio em 2013 na Inglaterra e o investimento neste da Alemanha foi infinitamente menor.

Quando eu apliquei não precisei pagar nada para o ICE. Quando o ICE me aprovou eu fui direcionada e orientada a tirar meu visto de FSJ, aí foi meu primeiro investimento financeiro. Lá no consulado eu tive que pagar por conta própria meu visto, que custa 75 euros, aproximadamente 300 reais (cotação da época que paguei).

Para aplicar para o visto você precisa ter um seguro saúde, mas isso o próprio ICE organiza para você junto do seu local de trabalho. Ou seja, não precisei pagar nada pelo seguro saúde, nem quando fui, nem no 1 ano e sete meses que estive lá, sempre foi pago pelo meu local de trabalho. Antes de você ir para o consulado o ICE já envia o documento do seguro pago para você.

Na minha cidade não tinha consulado, eu tive que pagar minha passagem de ida e volta para Recife, mas isso vai depender se na sua cidade tem consulado ou não. Minha passagem custou 350 reais ida e volta. Tudo no consulado relacionado ao visto foi resolvido em um dia.

Com visto aprovado, eu tive a resposta final de que iria para a Alemanha, pense em uma alegria! Pois bem, a passagem de ida para a Alemanha é paga pelo intercâmbista e a de volta pelo próprio ICE. O valor da passagem de ida varia muito, como eu me inscrevi já tarde e eu não tinha muito tempo até a data de inicio do projeto, minha passagem foi um pouco cara, por volta de R$2.200,00 reais a ida, mas como disse é possível encontrar preços bem mais em conta, quando meu namorado foi, por exemplo, pagou cerca de R$1.300 reais pela ida.

Além disso, levei 500 euros comigo, como uma reserva financeira para comprar roupa de frio e para emergências.

Pronto. Isso foi tudo que tive que pagar! Meu visto, minha passagem para tirar o visto (só porque na minha cidade não tinha consulado), minha passagem de ida pra Alemanha e um dinheiro que eu quis levar por segurança. 

Tá, e quanto era meu “salário”?

Importante frisar que se trata de um trabalho voluntário, então o que você recebe na verdade é uma ajuda de custo, mas eu vivia e viajava somente com esse valor. Além disso você recebe benfícios, como moradia, o que diminui muito os seus custos.

No Sonnenhof eu recebi um apartamento para morar, mobiliado, não precisava pagar água, luz, Internet, nem nenhum eletrodoméstico ou móvel da casa. Eles também me davam todos os materiais de limpeza que precisava durante o mês. Além disso, se desse algum problema no apartamento, o conserto técnico era por conta deles.

Eu recebia também uma ajuda de custo financeira de 400 euros por mês. Esse dinheiro era para eu me manter, me alimentar, comprar roupa e medicamentos. Mas com muito planejamento e uma vida simples, foi também suficiente para eu conhecer incontáveis cidades em um ano e meio.

Durante meu horário de trabalho fazia muitas refeições no próprio local de trabalho. Sempre tinha almoço. Isso me poupava bastante dinheiro também.

Tem muito mais!

Esse é um intercâmbio ainda pouco conhecido pelos brasileiros e com muitas oportunidades e pontos importantes. Acho que não mencionei que eles me pagaram dois cursos pra estudar alemão, né? Teve isso também, além de treinamentos prévios pra aprender a trabalhar com pessoas com deficiência, algumas viagens bate-volta de 1 dia pra conhecer cidades da Alemanha e a cultura do país, e um fim de semana em Berlim.

Se tiver qualquer dúvida sobre o FSJ, você pode falar comigo no meu Instagram, sempre tenho o maior prazer do mundo em ajudar outras pessoas a viverem essa experiência, que marcou tanto a minha vida e me trouxe tantos aprendizados. Vai ser um prazer falar com você por lá! 

Só digo uma coisa: SE JOGA! 

5 motivos para fazer Intercâmbio com Agência

Desde 2015, a Belta – primeira Associação de Agências de Intercâmbio no Brasil, instituiu o Selo Belta, um selo de qualidade para as agências de intercâmbio que comprova suas condições técnicas e saúde financeira, além de apresentar diversas cartas de referências de suas acreditações para comprovar sua idoneidade no mercado brasileiro.

Um dos principais motivos antes de iniciar nossa lista é a importância das agências de intercâmbio que empregam milhares de brasileiros e contribuem para nossa economia funcionar. Só para você ter uma ideia, a Belta representa 75% do mercado de educação internacional, em números…estamos falando de mais de 600 agências de intercâmbio entre franquias e pontos de vendas!

Agora que você já sabe um dos motivos extras, veja os 5 motivos do porquê você deve escolher fazer o seu intercâmbio com uma agência:

  1.       Segurança: você está protegido pela lei do consumidor

As agências de intercâmbio são responsáveis legalmente por tudo que vende quando você assina seu contrato, por isso, é importante ter o acompanhamento de uma agência séria, que cuidará desde o seu curso, passagens até sua acomodação. Leia atentamente seu contrato, nele, há cláusulas importantes como multa por cancelamento e detalhes do pacote. Lembrete: imprevistos podem acontecer. Entender se terá prejuízo caso desista de realizar a viagem e/ou precise postergar são importantes antes de assinar.

  1.       Atendimento de um profissional especializado

O profissional deve já ter experiência no destino escolhido por você e/ou treinamentos e informações completas sobre o pacote como um todo. Ou seja, perceba o grau de instrução, os detalhes que ele te passar sobre preço, hospedagem, aéreo… enfim tudo pertinente para a realização do intercâmbio. Os agentes da Belta são treinados periodicamente para oferecer um serviço de qualidade.  Fique atento se a agência é certificada pela Belta.

  1. Um mundo de opções!

As agências Selo Belta representam instituições sérias e isso evita surpresas desagradáveis como, por exemplo, a escola e a acomodação serem bem diferentes do que você leu na internet. Além disso, as agências têm diversas opções de escolas e vão te oferecer a que mais se encaixa no seus objetivos seja em qualidade ou em orçamento.

  1.       Suporte no pré, durante e pós viagem

Sentir aquele frio na barriga antes de embarcar, é super normal, mas é muito importante que você esteja se sentindo seguro e confortável durante toda sua experiência. Por isso, as agências Belta oferecem um suporte antes do seu embarque, durante a sua viagem e no seu retorno. Durante a pandemia, muitas agências auxiliaram estudantes que estavam fora do país a retornarem ao Brasil com segurança. 

  1.       O intercâmbio é personalizado

Se você ainda tem muitas dúvidas quanto ao país de destino ou sobre o curso, a agência de intercâmbio irá se atentar a todos os detalhes para oferecer a você uma experiência que combina com o seu perfil, desde pequenos detalhes como fazer perguntas sobre seus gostos, para ver se você se dá melhor em destinos com neve ou sol, por exemplo, até as melhores opções de cursos, tempo para aprender o idioma, escolas e acomodações. Tudo será pensado para combinar com o seu planejamento financeiro e seus gostos pessoais.

Saiba mais informações em www.belta.org.br ou envie um e-mail para [email protected]

ESSA POSTAGEM É PATROCINADA PELA BELTA.
UMA VEZ POR MÊS A ASSOCIAÇÃO CONTARÁ COM UM POST NESTE SITE.

Motivos para Praticar Pilates

Em Maio de 2017 eu comecei a praticar pilates na Academia Viva Fitness aqui em Blumenau-SC e desde então eu me sinto tão feliz, realizada e de bem comigo mesma.

Eu sempre tive um problema com academia, exercícios físicos, ou qualquer outra modalidade que exigisse muito do meu corpo, movimentos rápidos, peso, dor.  Sempre me matriculava na academia, me obrigando a praticar alguma coisa, e depois de algumas semanas, desistia. No pilates eu encontrei o equilíbrio do meu corpo e da minha mente.

É louco pensar como uma técnica consegue envolver tantas coisas, como: respiração, paciência, força, movimentos leves, calmaria…

Acredito que você já tenha ouvido falar do Pilates, não é? Mas aposto que não sabe sobre sua origem, benefícios e a que tipo de pessoa ele é indicado. A maioria das pessoas me olha com cara de “nossa como você é uma senhora de idade” quando eu falo que faço pilates, mas muito pelo contrário meu caro, deixa eu explicar direitinho:

O pilates é um método de condicionamento físico que surgiu na Alemanha em meados do século 18 pelo incrível Joseph Pilates que praticava em si mesmo alguns exercícios de alongamento, que aparentemente são suaves, mas que exigem força e elasticidade.

Esse método atende aquele grupo de pessoas (tipo eu) que não se sentem bem em academias comuns, crossfit, corridas, e preferem atividades tranquilas, suaves e que tenham maior ligação entre corpo e mente.

O pilates exige muito da minha atenção, concentração, respiração e fluidez para que o exercício seja realizado da forma correta. Todo dia é um aprendizado novo e eu já me sinto muito mais calma, com menos ansiedade, além de ter melhorado muito a minha coordenação motora.

As aulas de pilates são feitas de forma individual ou no máximo em dupla, onde ficam somente você, sua parceira e a professora na sala com os aparelhos que também são padrão deste método. Além do pilates studio, com  os aparelhos, existe também o pilates mat, que é solo e utiliza somente colchonete, bola, elástico e outros poucos objetos.

Seja qual for o pilates que você escolher, pratique! Procure um bom estúdio na sua cidade e abra a oportunidade para uma aula experimental. Minha postura e dores nas costas melhoraram muito!

Se você for de Blumenau eu indico de olhos fechados o estúdio de pilates da Academia Viva Fitness, uma academia feita por mulheres, SÓ para mulheres!!!

Um beijo e até a próxima.

Tenha fotos lindas e profissionais em suas viagens!

Você já viajou pra algum lugar sozinha, ou com a família, e teve que apelar para as fotos “selfie” em frente à monumentos e pontos turísticos o tempo todo? Ou então, você até arranha um inglês e pede pra alguém que está passando por ali tirar uma foto sua, mas nem sempre a pessoa manda bem nas fotos e às vezes fica borrada, escura ou nada parecida com o que você queria?

SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!! – leia essa frase com voz de vendedores da Polishop. hahaha

Já ouviu falar no Fotos na Mala? Trata-se de um site que trabalha com profissionais que além de registrarem a sua viagem, podem ainda dar dicas de onde ir e o que fazer na cidade, já que são moradores locais e o melhor, são brasileiros, então a barreira do idioma não será um problema para garantir fotos incríveis e uma viagem ainda mais completa.

Você acessa o site do Fotos na Mala, seleciona o destino da sua viagem, escolhe entre os fotógrafos disponíveis e faz seu orçamento de uma sessão de fotos! Eu fiz isso em algumas vezes que viajei para NYC e o resultado é impressionante! Fotos lindas e boas memórias de uma viagem incrível <3

VANTAGENS DE RESERVAR SEU ENSAIO PELO FOTOS NA MALA:

Os melhores pacotes e valores: os preços e pacotes são melhores do que os cobrados por fotógrafos “fora” do site. O número de fotos também é generoso, seguindo um padrão que faz com que fotógrafos que ofereciam menos fotos “por fora”, passem a oferecer mais para clientes do Fotos Na Mala.

O site segue o mesmo padrão, você não precisa se preocupar com contratos, entregas e formas de pagamento diferentes de cada fotógrafo… todos os ensaios funcionam da mesma forma, facilitando para o cliente, que tem mais segurança na hora de fechar seu ensaio e evita assim dor de cabeça futura. Não importa o destino, o preciso é o mesmo.

Atendimento rápido e eficiente: você encontra todas as informações sobre valores e pacotes no próprio site e pode entrar em contato para solicitar a data e reservar seu ensaio através do perfil do fotógrafo desejado. Estes e-mails são respondidos em menos de 24 horas (Seg-Sex) e se a data estiver disponível, em minutos você consegue reservar seu ensaio! Simples e fácil. Todo o suporte é dado ao cliente antes, durante e depois do ensaio.

Descontos exclusivos para clientes em várias cidades do mundo: o site tem parceria com empresas brasileiras voltadas ao turismo em diversos países. Basta ser cliente do Fotos Na Mala uma única vez para usufruir destes descontos. Tem vários descontos imperdíveis!

Transparência e segurança: todos os direitos, deveres e informações sobre o Fotos Na Mala ficam disponíveis no site e com isso, todos os fotógrafos que se cadastram seguem o mesmo padrão de qualidade e serviço. Isso faz toda a diferença pro cliente.

Suporte: qualquer problema que o cliente possa vir a ter com relação ao ensaio é resolvido pelo site de maneira rápida, atenciosa e sempre profissional. Fotografia é um investimento pra vida toda e ter uma empresa dando este suporte é um diferencial tremendo pro cliente.

A equipe é super atenciosa e lhe responde em até 24 horas (de Segunda-Sexta) com as informações e a disponibilidade do fotógrafo para aquela data. Tendo a data disponível, basta reservar e pronto! O fotógrafo entra em contato logo depois para se apresentar e finalizar tudo.

www.fotosnamala.com

E é claro que eu descolei um cupom de desconto pra vocês, né? CÓDIGO DE DESCONTO: MIALVES5

Ele precisa ser inserido ao entrar em contato pelo site, no campo “Foi indicado por alguém ou possui algum código de desconto?” tá?

Espero que tenham gostado da dica de hoje!

Boa viagem =)

Melhores lugares Veganos em Curitiba

Durante o feriadão do Dia do Trabalhador eu e a Bruna pegamos nossas mochilas, enchemos o tanque do carro e fomos para Curitiba. A capital do Paraná fica à mais ou menos 4 horas de Blumenau e nós amamos visitá-la todos os anos. Dessa vez fomos com o propósito de visitar vários lugares veganos, ou que tenham opções veganas, e compartilhar com vocês o que achamos do lugar, da comida e do preço de cada um. Alguns comentários sobre esses lugares já foram publicados no Instagram do #cabideFIT e nos vlogs que rolaram lá no canal.

GREENGO VEGETARIAN

Nossa primeira parada foi no Greengo Vegetarian, que fica ao lado da Praça da Espanha e serve uma comida deliciosamente saborosa e saudável. Além do cardápio gigantesco com opções de saladas, sanduíches, burritos e entradinhas, rola um happy hour de vez em quando com bebidas em dobro! De entrada pedimos bolinho de arroz com tofu e açafrão e para almoçar o queridinho foi o Buda Bowl, que é sucesso pelo mundo todo, mas nunca comi um tão delicioso. No Buda Bowl você tem a opção de escolher uma proteína, um carboidrato, um mix de salada, um tipo de legume e um molho. O legal é que você pode ir lá inúmeras vezes e sempre fazer uma combinação diferente. Super indicado!

Endereço: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1282 – Centro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Terça a Sábado das 11:30 às 14:30 e 18:00 às 23:00. Domingo das 11:30 às 15:00. FECHADO NA SEGUNDA!

DOCES E CORES

Já imaginou uma padaria, confeitaria, docearia, toda vegana, sem glúten e nenhum tipo de contaminação? É a Doces e Cores. Um lugarzinho na esquina mais charmosa de Curitiba, com opções incríveis para os veganos, celíacos ou intolerantes a lactose. Tem muuitos tipos de café com leites vegetais diversos, bolos e tortas diferentes todos os dias, salgados, pizzas e porções para dividir com a galera! O preço é super justo, as fatias de tortas e bolos são bem grandes e o meu preferido foi o Latte gelado e vegano com leite de amêndoa, meu Deus que delícia!

Endereço: R. Albino Silva, 501 – Bom Retiro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Terça a Sábado das 11:30 às 19:00 e Domingo das 13:00 às 18:00. FECHADO NA SEGUNDA!

LOOPFOOD SANDWICHES

O Loopfood Sandwiches é perfeito para quem quer um lanche rápido, gostoso, mas muuuito saudável. Enquanto eu escrevo esse post (Maio/2018) o restaurante possui apenas um ponto, mas a ideia é abrir mais três até o final do ano! Como eles mesmo disseram, todos os dias eles começam do zero, ou seja, todos os dias são feitos novos sucos, sanduíches, reposto todas as saladas e até o pão delicioso de fermentação natural. Pedimos o sanduíche Sr. Avocado e os sucos Carmem Miranda (um mix de frutas com cenoura) e um outro de Melancia <3 Não é um lugar 100% vegano, mas tem alguns sandubas e saladas veggie e pedindo pra tirar o queijo eles ficam vegan. Além disso tem várias opções de café e algumas de sobremesa. Indicado pra quem está pelo centro e quer algo gostoso e saudável =)

Endereço: R. Comendador Araújo, 143 – Centro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Segunda a Sexta das 07:30 às 19:00 e Sábado das 11:00 às 18:00. FECHADO NO DOMINGO!

VEG VEG

Por último, mas não menos importante, temos o Vegveg! Um lugar incrível dentro de uma casinha antiga e com um quintal que é uma verdadeira praia no meio da cidade. A vibe desse lugar é tão incrível quanto o cardápio que é repleto de gostosuras como : burguers, milkshakes, wraps, sandubas e coxinhas com os mais diferentes recheios (veganos é claro). É um point 100% vegan e super alto astral. Pedimos um Hot Dog com gorgonzolla vegan, um Hanbúrguer de Lentilha com fritas e cheddar vegan e pra finalizar: o melhor milkshake vegano de todos os tempos! De verdade, saí suuuper satisfeita de lá e o preço é super justo. Todos os molhos, queijos, hamburguers e salsichas eles preparam alí mesmo no restaurante, nada de coisas industrializadas. Vai lá e depois me conta o que achou =)

Endereço: Rua Visconde de Nácar, 655 – Mercês, Curitiba – PR
Horário: Abre de Segunda a Sexta das 11:00 às 20:00 e Sábado das 10:00 às 17:00. FECHADO NO DOMINGO!

Espero que você tenha gostado do post.

Não esquece de visitar esses lugares quando visitar Curitiba, e de me contar o que achou =)