Categories: IrlandaVIAGEM

Quatro dias em Paris

Pra quem não sabe, estou morando em Portugal por seis meses, então nesse tempo, entre estudos, rotina e saudades, é mais do que merecido tirar um tempo pra viajar. Decidimos aproveitar e tirar alguns dias para conhecer a capital francesa. Passamos quatro dias conhecendo os lugares mais famosos e tentando fazer descobertas. Vou falar um pouco sobre essa aventura maravilhosa. Mas para isso, decidi separar tudo por alguns tópicos com o mais marcante na minha curta passagem: A cidade, O Louvre, A Torre Eiffel, O Metrô e Versailles.

A cidade: Paris é apaixonante! Pense em uma cidade grande, funcionando 24 horas por dia, com pessoas de todos os lugares do mundo, prédios com um estilo clássico com lojas de tudo que é possível imaginar. As ruas de Paris são um capitulo a parte e cada esquina foi uma nova descoberta. Ruas apenas com as marcas mais cobiçadas do mundo, ruas com restaurantes servindo os mais diversos pratos. A cidade respira música, em muitos lugares da cidade é comum ouvir alguém tocando uma música tipicamente parisiense, o que deixa tudo mais charmoso e passa aquela ideia que sempre vemos nos filmes que retratam a cidade.

Dizem que o francês é um povo fechado, grosso e que não gosta de falar inglês. Sinceramente, eu achei todas as pessoas com quem interagi, seja para pedir informações ou comprar algo, muito atenciosas e dispostas a tentar entender e ajudar.

O Metrô: O porquê de o metrô ter um tópico só dele? Porque é aqui que a gente vê o quanto a cidade é culturalmente gigante. Nas linhas onde circulam diariamente milhares de pessoas, é possível ver gente dos mais variados estilos e nacionalidades, ouvir do chinês ao alemão e ter um gostinho de como pode ser a rotina na cidade. É muito fácil andar de metro na cidade, mesmo eu que não sou acostumado com isso, consegui andar sem me perder, as linhas interligam-se umas com as outras e você pode ir de um lado ao outro da cidade usando apenas duas, em menos de uma hora (o vagão anda muito rápido, é bom se segurar, experiência própria).

Outra coisa bacana, que sem dúvida vai ficar como uma imagem da cidade, foi essa cena: tínhamos acabado de sair da torre, já eram 22hrs e pegamos nossa linha até o hotel, certa hora, entraram no vagão dois músicos e começaram a tocar suas gaitas, ao som de La Vie en Rose, com o frio do outono e um céu lindíssimo, passamos sobre o rio sena e vimos a torre Eiffel iluminada com suas luzes piscando. Uma foto não descreveria a sensação desse momento.

 O Louvre: O Louvre talvez tenha sido meu ponto alto da viagem. Guardamos a sexta-feira à noite para conhecê-lo, já que é o único dia que ele funciona até depois das 18hrs. Por sorte, esse horário é muito tranquilo quanto às filas, e foi possível aproveitar e ver tudo com calma. Não que eu tenha visto o museu todo, dizem que é preciso uma vida inteira pra isso, mas ver a Mona Lisa, a Vênus de Milo e outras obras famosas do renascimento que tanto via em livros e que são momentos marcantes da nossa sociedade, além de outras incríveis, valeu muito a pena! O lugar é enorme (por fora não se tem a dimensão real do lugar) e lindo a noite, de muitas janelas era possível ver monumentos históricos da cidade iluminados. Depois, com o frio, tomar um Starbucks dentro do próprio museu fechou o dia em grande estilo.

 

A Torre Eiffel: Imagine virar uma esquina, distraído, e ver o símbolo de Paris pela primeira vez. É um misto de emoção e admiração com o tamanho imponente da torre, que pode ser vista de muitos pontos da cidade. Visitamos a torre em dois momentos, de dia e a noite, talvez no momento em que ela é mais bonita, com suas luzes que piscam para marcar cada hora cheia. A vista do topo é linda, e mesmo com a fila é um passei que vale a pena. Pra evitar ficar mais de uma hora na fila, é aconselhável comprar pelo internet seu ingresso (isso caso você já saiba exatamente o dia e a hora que vai conhecer a torre).

Uma dica? Cuidado com os vendedores ambulantes e com os ciganos que ficam andando entre os turistas, muitos casos de furto acontecem. Se quiser negociar uma miniatura de torre com os vendedores (o que não aconselho), jamais pegue na mão antes de pagar, ou você pode ser obrigado a levar algo que não quer. O melhor pra comprar as lembranças pra família são as lojinhas espalhadas por toda a cidade, preço justo e sem dor de cabeça. Cuidado com quem coloca pulseirinhas no seu braço, vi pessoas pagando preços absurdos por um pedaço de barbante colocado em um momento de distração. Paris apesar de linda é uma cidade grande como qualquer outra, os mesmos problemas de sempre. Atenção em todos os momentos!

Versailles: Tire um dia para visitar, porque sem duvidas o lugar merece! Símbolo do poder da monarquia francesa, é um dos palácios mais bonitos do mundo e o tamanho impressiona. O luxo em que vivia o poder da época é uma coisa absurda, e andar pelos aposentos majestosos é incrível. Mais impressionante que a construção em si, só os jardins, que ocupam um espaço tão grande que é praticamente impossível visitar tudo em um dia.

Nunca conheci New York (pelo menos ainda não), mas sempre disse que era a cidade que mais queria conhecer no mundo, morar por lá e tudo mais. Talvez depois desses quatro dias a coisa tenha mudado um pouco. Não que eu não queira muito conhecer New York ao máximo, mas é que agora ela ganhou uma forte concorrente de cidade preferida pra mim.

Até a Próxima,
Esse post foi criado pelo Felipe Schramm, antigo colaborador do blog.

Comments

comments

Michelle

Oii, tudo bem com você? Espero que sim! Me chamo Michelle Alves, tenho 27 anos e sou formada em Publicidade e Propaganda. Sempre me interessei por escrita, arte, fotografia e viagens. Em 2911 eu criei meu primeiro site e em 2014 durante o meu primeiro intercâmbio (Au Pair nos EUA) eu criei o meu canal no Youtube para compartilhar minha vivência em outro país, experiências de intercambista e dicas de como outras mulheres poderiam fazer o mesmo que eu. Voltei ao Brasil em 2015, e ver várias mulheres seguindo meus passos, saindo da zona de conforto e se jogando no mundo como eu fiz, me deu o gás necessário para continuar. Desde 2018 o meu canal no Youtube é o maior no segmento de Intercâmbio! Também amo viajar sozinha, já fiz um mochilão pelo Leste Europeu em 2019, visitei 20 países ao total e ainda quero visitar muitos outros! CONTATO COMERCIAL: contato@mialves.com

Recent Posts

Áustria: Sendo Au Pair no país de Mozart

Se você gosta de viajar e já fez, ou quer fazer um intercâmbio mais acessível,…

2 dias ago

Ano Voluntário Social na Alemanha FSJ

Nos últimos anos a Alemanha tem se tornado um destino muito buscado por intercambistas. Paisagens…

1 semana ago

Melhores e mais confiáveis Agências de Intercâmbio em 2021

Hoje eu vou te ajudar na hora de decidir  entre as melhores e confiáveis agências…

3 semanas ago

Cruzeiro curto ou longo – qual escolher?

Tanto no Brasil, quanto em rotas internacionais, há cruzeiros mais curtos (3 ou 4 noites)…

3 semanas ago

Quais são os passos para voltar à normalidade para as viagens de intercâmbio?

Desde março de 2020 começamos a nos adaptar a um vírus invisível aos nossos olhos…

2 meses ago

Nômades digitais: Viver viajando é uma realidade possível

Deixa eu adivinhar: você tem vontade de meter o pé na estrada, mas acha que…

2 meses ago