Dicas de uma Ex Au Pair para futuras Au Pairs

O Au Pair é um divisor de águas na vida de todes que tiveram a oportunidade de fazer esse programa. Além de alguns perrengues, há com certeza memórias inesquecíveis que ficarão conosco, para sempre, na mente e no coração. Após dois anos de intercâmbio e tendo morado em duas famílias (muito diferentes uma da outra), acredito que essas dicas irão te ajudar para que você aproveite seu intercâmbio da melhor maneira:

1) Aprimorar o seu inglês

Uma das principais razões para se fazer o Au Pair é para aprimorar o inglês mas, é bastante importante que você tenha – pelo menos – o nível intermediário para que consiga se virar no dia a dia (e mesmo assim, pode ser que você se meta em algumas “enrascadas”). Normalmente, as famílias sabem que você está aprendendo o idioma e te ajudam falando mais devagar e repetindo o que for necessário para que haja uma boa comunicação e ter familiaridade com vocabulários que serão usados no dia-a-dia é uma baita mão na roda. Outra dica que me ajudou muito antes de viajar foi assistir séries e filmes com áudio e legenda em inglês.

2) Saber quais são seus objetivos durante o intercâmbio

Você quer viajar, estudar, juntar dinheiro, comprar eletrônicos e blusinhas, etc.? Tudo bem! Independente do seu objetivo, se organizar e se planejar te ajudará a fazer tudo o que você tem em mente. É fato que Au Pair poderia ganhar mais, mas só de não termos contas fixas de casa para pagar, já economizamos bastante e há também algumas outras formas de poupar dinheiro, como usando aplicativos de cashback, aproveitando promoções, Black Friday, Cyber Monday, etc.

3) Alinhar as expectativas entre você e a família

Essa é uma das dicas mais valiosas que eu poderia dar para um(a) futuro(a) Au Pair. Eu vejo que, muitos dos “problemas” que ocorrem se dão porque as expectativas de ambas as partes não estão alinhadas. As conversas via Skype são um ótimo momento para que se deixe claro o que você e a família esperam um do outro e não fiquem fantasiando o que poderia ser melhor na convivência. Muitos dos atritos podem ser resolvidos na base da conversa e ter uma boa relação com a host family melhora o seu intercâmbio em 100%.

4) Escolher a família e não o lugar

A verdade é que você vai passar mais tempo com a host family do que aproveitando o lugar em si, então escolher qualquer família só porque você irá morar na cidade dos seus sonhos, pode não ser a melhor escolha. Pode acontecer também de você estar em dúvida entre duas ou mais famílias e ter que desempatar pelo lugar que eles moram e caso isso aconteça, é só correr para o abraço. Tenha sempre em mente quais são as suas prioridades para o seu ano e tenha certeza que a família escolhida se encaixa nessa lista.

5) Ter em mente que o objetivo principal do programa é a troca de trabalho

Você vai sim conseguir aproveitar e fazer tudo o que você planeja durante o seu tempo como Au Pair mas vejo que, às vezes, – e essa pode até ser uma opinião controversa – muitas pessoas esquecem que o programa é para cuidar das crianças. É muito importante que você tenha o seu tempo livre, faça as coisas que você curte, conheça novos amigos e viaje, mas pode ser que seja necessário abrir mão de alguma coisa para ajudar a sua host family. Como diz o ditado “uma mão lava a outra” e caso você precise que a família te ajude com um dia livre a mais, mudança de schedule, etc., eles irão te ajudar desde que, quando eles precisem de você, você também faça um esforço para com eles.

Espero que você tenha gostado do post e que essas dicas te ajudem no seu ano como Au Pair!


Texto: Gabriela Dias, 27 anos. “Desde criança sempre sonhei que falaria outros idiomas e viajaria o mundo. Comecei a trilhar esse caminho aos 21 anos, quando decidi que iria para o Peru sozinha, a partir daí já fui Au Pair nos Estados Unidos, viajando por diversas cidades e estados, conheci Porto Rico e agora tenho a meta de viajar todos os estados brasileiros. A escrita sempre esteve lado a lado comigo desde criança por ser a única forma que conseguia me expressar através da arte sempre precisar desenhar”. Instagram: @gb_gabxx 

Comments

comments

Colaboradora Mi Alves

Recent Posts

Quais são os passos para voltar à normalidade para as viagens de intercâmbio?

Desde março de 2020 começamos a nos adaptar a um vírus invisível aos nossos olhos…

3 semanas ago

Nômades digitais: Viver viajando é uma realidade possível

Deixa eu adivinhar: você tem vontade de meter o pé na estrada, mas acha que…

1 mês ago

Formas de Imigrar para Portugal: Qual é a sua?

Portugal é um daqueles destinos que o Brasil tem inúmeras relações e acordos que facilitam…

2 meses ago

10 DICAS PARA VOCÊ SE SENTIR MAIS SEGURA VIAJANDO SOZINHA

Ouvimos muito que viajar sozinha é uma experiência incrível, uma excelente oportunidade de autoconhecimento e…

2 meses ago

A História da Evolução do Intercâmbio

De acordo com o dicionário, história é o conjunto de conhecimentos relativos ao passado da…

2 meses ago

5 motivos para fazer Intercâmbio com Agência

Desde 2015, a Belta – primeira Associação de Agências de Intercâmbio no Brasil, instituiu o…

2 meses ago